Large__pcr1740

Untitle

Oil on canvas 40cmx40cm 2008 - 2019

Large__pcr1744

Untitled

Oil on canvas 150cmx145cm 2012

Large__pcr1747

untitled

Oil on canvas 150cmx145cm 2013

Large__pcr1734

Ara Pacis

oil on canvas 30cmx30cm 2019

Large__pcr1737

untitled

oil on canvas 40cmx30cm 2016

Large__pcr1735

untitled

oil on canvas 30cmx30cm 2016

Large__pcr1738

Untitled

oil on canvas 35cmx24cm 2016

MANUEL GANTES
Nasceu em 1967 em Figueira de Castelo Rodrigo, Portugal.


2013 Doutoramento em Desenho pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.
2004 Mestrado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, U.L.
Desde 2001 Docente na Faculdade de Belas Artes de Lisboa.
1998-2001 Docente na Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha.

1998 Pós-graduação em História de Arte pela FCSH/UNL.
Viagem à Índia com bolsa da Fundação Oriente.
1991-92 Frequência da Fundação “Ateliers 63” em Haarlem, Holanda, com bolsa do Ministério Holandês da Cultura.
1990 Licenciatura em Pintura pela FBAUL.
Viagem a Nova Iorque e Filadélfia com o apoio da FLAD.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS (selecção)

2019 “Ara Pacis”, Galeria Monumental, Lisboa.
2018 “Lo Straniero”, Instituto Cultural Português de Santo António em Roma, Roma, Itália.
2017 “CAMPO SANTO”, Museu Militar de Lisboa.
2012 "40 desenhos", Lisboa.
2010 Desenhos, VPF, Lisboa
2009 Pinturas, Galeria da Miguel Bombarda, Porto.
“natureza”, Teatro Municipal da Guarda, Guarda (catálogo).
2008 “Lugar”, Galeria da Miguel Bombarda, Porto (catálogo).
2006 “Detour”, Galeria VPFCream Arte, Lisboa.
“Vida em Marte”, Museu Jorge Vieira, Beja e Museu Municipal professor Joaquim Vermelho, Estremoz (catálogo).
2004 "Ménage à Trois", Galeria Graça Brandão, Porto.
"O Mundo das Formigas", Casa d'os Dias da Água, Lisboa.
2001 "Solaris", Galeria Canvas, Porto (catálogo).
2000 “Hansel e Gretel”, Galeria Pedro Cera, Lisboa.
1998-99 L’Ariap, Lille (tríptico nas janelas da instituição durante um ano).
1998 Galeria da Restauração, Porto (catálogo).
ARCO, Madrid, Stand Galeria António Prates.
1997 Galeria de São Bento, Lisboa (catálogo).
1992 Galeria Módulo, Porto.
1991 Galeria Módulo, Lisboa.
1990 Galeria Módulo, Lisboa e Porto (catálogo).
Galeria JM/Gomes Alves, Guimarães (catálogo).
1988 Galeria de São Bento, Lisboa (catálogo).
1987 Galeria IAM, Lisboa (catálogo).
Templo do Gato, Lisboa.

EXPOSIÇÕES COLECTIVAS (selecção)

2020 Painel colectivo no vestíbulo do Hospital Pediátrico da Universidade de Coimbra.
2020 “Drawing Room”, Madrid, Espanha, Galeia Monumental.
2018-2019 “Dinheiro – Dinero”, exposição itinerante a partir do Museu da Faculdade de Belas artes de Murcia, Espanha.
2017 “Figurar é lembrar é transformer”, galeria Sete, Coimbra.
2016 “Arte portuguesa de Hoy”, CAC Málaga, Espanha (catálogo).
“Arte de Bolso”, galeria Sete, Coimbra.
“Dinheiro”, ISEG, Lisboa (catálogo).
2015 “Regresso ao acervo”, galeria João Esteves de Oliveira, Lisboa.
“80 anos de AA”, Escola António Arroio, Lisboa.
2014 “Monólogos”, Galeria João Esteves de Oliveira, Lisboa.
“Do Sagrado na Arte”, Mosteiro de S. Vicente de Fora, Lisboa (catálogo).
2013 "Entre as Margens: Representações da Engenharia na Arte Portuguesa" , Museu Nacional Soares dos Reis, Porto (catálogo).
2012 "20 de anos da Abraço". Galeria Graça Brandão, Lisboa.
2011 "Un Printemps Portugais", Quai des Batteries, Arras, França.
2010“Mono”, Capc, Coimbra. “Iniciativa X”, Artecontempo, Lisboa.
2009 Arte Lisboa, stand Galeria da Miguel Bombarda.
2008 Acervo, VPFCream Art Gallery, Lisboa.
Arte Lisboa, stand VPF Cream Arte.
“Iniciativa X”, Artecontempo, Lisboa.
2007 “Paisagem Portuguesa Contemporânea”, Centro Al Faisaliah, Riade, Arábia Saudita.
“Lisboa-Luanda-Maputo”, Cordoaria Nacional, Lisboa (catálogo).
VPF Cream Arte (acervo), Lisboa.
Arte Lisboa, Stand VPF Cream Arte.
2006 The ArtRoom, Lisboa. VPF Cream Arte (acervo), Lisboa.
Arte Lisboa, Stand VPF, Cream Arte
2005 “100 Desenhos”, Maushábitos, Porto.
“30 anos de gravura portuguesa na Bulgária”, Galeria Nacional de Arte Estrangeira, Sofia, Bulgária (catálogo).
“Voyeur Project View”, Lisboa.
ArteLisboa, Stand VPF Cream Arte.
Estampa, Madrid, Stand Centro Português de Serigrafia (catálogo).
2004“A Loja do Lopes”, Armazém 7, Lisboa (catálogo). ArteLisboa, Stand Galeria António Prates.
2003 "Arte dos Artistas", Culturgest, Lisboa (catálogo).
“Bazar 2”, Galeria Quadrum, Lisboa.
2002 "Accrochage", Galeria Canvas, Porto.
"Bazar", Galeria Quadrum, Lisboa.
ArteLisboa, Stand Galeria Canvas.
2001 Fundação António Prates, Meiac, Badajoz (catálogo).
ARCO, Madrid, Stand Galeria Canvas.
ArteLisboa, Stand Galeria Pedro Cera.
2000 Galeria D. Ivone, Caldas da Rainha (catálogo).
1998 "Grands et Jeunes d'Aujourd'hui", Espace Eiffel, Paris, frança, (catálogo).
1998 “Circuitos de Água”, Gare Maritima de Alcântara, Lisboa (catálogo).
ARCO, Madrid, Stand Galeria António Prates.
1997 “Lab 7”, CCB, Lisboa.
Estampa, Madrid, Espanha(catálogo).
1995 Bienal da Croácia (catálogo).
1994 1ª Bienal da Arte A.I.P., Santa Maria da Feira (catálogo).
1994 “A Arte nos Tempos da SIDA”, CCB, Lisboa (catálogo).
1992 “Anos 90 II”, Paço Ducal de Guimarães, Lisboa (catálogo).
ArtBasel, Stand Galeria Módulo.
"Livro do Artista", Palácio de Galveias, Lisboa.
1991“Anos 90”, SNBA, Lisboa (catálogo).
Prémio Banif de Pintura, Lisboa (catálogo).
1990 EIAM 90, Cáceres, Campo Maior e Badajoz (catálogo).
1989Château de Vianden, Luxemburgo (catálogo).
1987 “Seis Dias”, LPDM (catálogo).
“Manobras do Século”, Lisboa (catálogo).
Bienal dos Açores (catálogo).
1986 “Um Olho de Vidro”, FBAUL.
“Ciclo do Gusano”, Cisterna da FBAUL (catálogo).
1985 Bienal de Desenho da Árvore, Porto e Lisboa (catálogo).
Bienal de Jovens Criadores do Mediterrâneo, Barcelona (catálogo).

BIBLIOGRAFIA (seleccionada)

Livros
Bernardo Pinto de Almeida, “Arte Portuguesa do Século XX: Uma História Crítica”, Coral Books, Porto 2016.
Bernardo Pinto de Almeida, “Linha do Horizonte: o motivo da paisagem na arte portuguesa contemporânea”, Caixa Económica Cultural do Rio de Janeiro, Brasil e Museu Nacional de Soares dos Reis, Porto (catálogo), DGA, Lisboa, 2008.
Bernardo Pinto de Almeida, “Transição - Cíclopes, Mutantes, Apocalípticos (a nova paisagem artística no final do século XX)”, Lisboa, 2002.
Fernando de Pamplona, “Diccionário de Pintores e Escultores Portugueses”, Editora Civilização, Lisboa, 1988.
João Miguel Fernandes Jorge, “Processo em Arte”, p. 118-121, Lisboa, 2008.
João Miguel Fernandes Jorge, “Longe do pintor da Linha Rubra”, Lisboa 2017.
Paulo Pereira (coordenação), “História da Arte Portuguesa - Vol. III”, Lisboa, 1995.
Rui Chafes, “O silêncio de...”, Lisboa, 2006.
VVAA, “Anamnese”, Porto, 2007.

Periódicos
Alexandre Pomar
“Trânsitos”, Expresso, 24-3-2007.
“Caminhos de fronteira”, Expresso, 17-11-2001.
“Manuel Gantes”, Expresso, 7-11-1992.
“Manuel Gantes”, Expresso, 9-6-1990.
“Manuel Gantes”, Expresso, 24-12-1988.
António Cerveira Pinto
“A Memória Perturbante”, O Independente, 11-4-1997.
Carlos Vidal
“Ironias”, O Independente, 19-4-1991.
“A Aproximação do Silêncio”, Público, 18-5-1990.
Celso Martins
“Détour”, Expresso, 14-10-2006.
“Manuel Gantes”, Expresso, 20-1-2001.
“Manuel Gantes”, Expresso, 30-9-2000.
“Frente Norte”, Expresso, 7-3-1998.
“Manuel Gantes”, Expresso, 22-3-1997.
Isabel Carlos
“Manuel Gantes”, Expresso, 26-5-1990.
João Miguel Fernandes Jorge
“Sentir o Olhar”, O Independente, 16-2-2001.
João Pinharanda
“Ponto de Rebuçado”, Público, 6-9-2000.
“Artistas Portugueses na Europa”, Público, 16-6-1998.
“Manuel Gantes”, Público, 21-3-1997.
“Manuel Gantes”, Público, 7-3-1997.
“Objectos”, Público, 15-3-1991.
“Assemblages”, Público, 5-3-1991.
“Manuel Gantes”, Público, 1-6-1990.
Jorge Listopad
“Nome de Gantes”, Diário de Notícias, 4-1987.
José Luis Porfírio
“Plásticos e Caixas”, Expresso, 23-3-1991.
“Mensagens Escondidas”, Expresso, 2-6-1990.
“Pistas e Caminhos”, Expresso, 17-12-1988.
José Mário Silva
“Paisagens portuguesas levam cor a Riade, no coração do deserto”, Diário de Notícias, 16-4-2007.
Luísa Soares de Oliveira
“A Liberdade das Imagens”, Público, 10-2-2001.
“A Dream Within a Dream”, Público, 13-3-1998.
M.-C.S.
“L’Art au Détour d’une Rue”, La Voix du Nord, Lille, 20-5-1998.
M. Simão
‘’Jogo Variável de Fundo e Forma’’, O Diário, 31-12-1988.
Maria Leonor Nunes
“Lugares intensos”, Jornal de Letras, 27-2-2008.
“Lisboa-Luanda-Maputo, entre continentes”, Jornal de Letras, 11-4-2007.
“Visões do Mundo”, Jornal de Letras, 2-8-2006.
“Arriscar a Pintura”, Jornal de Letras, 4-10-2000.
Paula Moura Pinheiro
“Manuel Gantes”, Expresso, 31-12-1988.
Blogs
Alexandre Pomar
“No Porto, Manuel Gantes e Alexandre Cabrita”, 8-3-2008.
Ilídio Salteiro
“Manuel Gantes expõe na Galeria da Miguel Bombarda”, 13-3-2008.

COLECÇÕES PÚBLICAS

Colecção Luciano Benetton, Veneza, Itália.
Colecção CAC de Málaga, Málaga, Espanha.
Colecção Fernando Ribeiro.
Caixa Geral de Depósitos, Lisboa.
Ministério dos Negócios Estrangeiros, Lisboa.
Fundação António Prates.
Ateliers 63, Amsterdão.
L’Ariap, Lille, França.
Museu Jorge Vieira, Beja.
Museu Professor Joaquim Vermelho, Estremoz.